Menu





É Um Novo Dia
05Mar2010 16:18:02
Publicado por: Cina de Moura

 

 
 
Sorrio de dentro para fora as gargalhadas apresadas
Se estende um longo e fino vestido de noiva a meus pés
Num mergulhar de sonho ouço as gaivotas a cantar.
É um novo dia, numa alvorada de calor.
 
A sensualidade duma sereia na sua dança do ventre
Aos olhos de ninguém!
Arcanos dourados na concha segredam
Neste mar da partida do oceano do adeus
Voltarei um dia para te segredar meus desejos.
 
Lábaro de fitas que esvoaças num delírio
Na sombra dos líirios dos teus olhos.
Irão as manhãs cinzentas de Outono
Resplandecer os ramos da cina( árvore das Arábias)?
Revestir de suave algodão acalentando o coração.
 
É à margem de um rio que se espelha a sensação
É um novo dia, sua continuação...
 
Se abrem flores da imaginação num lago de gelo
Que não passa de ser uma inspiração.
São quentes as águas escorridas num corpo são
Numa alma pura sempre canta a canção,
Será fado ou uma oração?
Não! É somente aquela canção.
Num novo dia sempre haverá certa agitação.


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.